A liberdade religiosa está sob ataque no mundo todo, diz relatório internacional

0
660

Pessoas são perseguidas por suas crenças e fé em Jesus. (Foto: Captura de tela/Vídeo CBN News)

“Para qualquer sistema que exija uma fidelidade total aos ditadores e aos regimes que existem, Deus é o inimigo número um”, observou um rabino.

De acordo com a Comissão de Liberdade Religiosa Internacional dos EUA (USCIRF), “a liberdade religiosa está sendo atacada de maneira sistemática, contínua e flagrante”.

O relatório da comissão foi divulgado na segunda-feira (1), sinalizando as violações em várias nações. Conforme a CBN News, funcionários da agência governamental bipartidária esperam que os EUA tomem medidas contra os países da lista deste ano para melhorar as condições de liberdade religiosa em todo o mundo. 

A capa do relatório deste ano apresenta o rosto da falecida Mahsa Amini, uma jovem iraniana que foi morta no ano passado após ser espancada por policiais, simplesmente por não usar o véu islâmico de maneira adequada. 

Este é apenas um dos muitos exemplos em que a liberdade religiosa está sob ataque em todo o mundo. “Essas violações não passam despercebidas”, declarou o senador norte-americano Marco Rubio numa mensagem de vídeo.

‘Uma liberdade que transcende fronteiras’

O relatório anual do USCIRF rastreia os incidentes para responsabilizar os infratores: “Não se engane, a liberdade de culto é um direito humano fundamental”,  declarou a deputada americana Nancy Pelosi. 

“Na verdade, é uma liberdade que transcende fronteiras e, quando está ameaçada, os EUA têm o dever sagrado de se pronunciar”, ela continuou. 

As recomendações deste ano incluem a manutenção de 12 países de preocupação especial (CPCs, na sigla em inglês) na lista. Eles incluem infratores reincidentes, como Birmânia, China, Cuba, Irã, Coréia do Norte, Rússia e Arábia Saudita. Cinco novos países também foram notificados: Afeganistão, Índia, Nigéria, Síria e Vietnã.

‘A liberdade está sendo negada por muitos governos’

“As violações estão aumentando”, disse o rabino Abraham Cooper, vice-presidente da USCIRF à CBN News. “As ameaças, detenções e coisas piores estão aumentando em todo o mundo”, observou. 

O rabino destaca ainda que “para qualquer sistema que exija uma fidelidade total aos ditadores e aos regimes que existem, Deus é o inimigo número um e uma crença religiosa é o inimigo número um”. 

Funcionários da USCIRF afirmam que a Coreia do Norte é provavelmente o país onde os cristãos enfrentam a perseguição mais severa em todo o mundo. 

“A religião está sob ataque e a liberdade religiosa é algo que está sendo negado por muitos governos”, ele concluiu. 

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA CBN NEWS

RETIRO IP SEMEAR 2023
Artigo anteriorUMA ENXURRADA DE FRUSTRAÇÕES
Próximo artigo‘Os EUA precisam cair de joelhos’, dizem líderes no Dia Nacional de Oração
Pastor Eli Vieira é casado com Maria Goretti e pai de Eli Neto. Responsável pelo site Agreste Presbiteriano, Bacharel em Teologia, Pós-Graduado em Missiologia pelo Seminário Presbiteriano do Norte, Recife-PE e cursando Psicologia na UNINASSAU. Exerce o seu ministério pastoral na Igreja Presbiteriana do Brasil desde o ano 1997 ajudando as pessoas a encontrarem esperança e salvação por meio de Jesus Cristo. Desde a sua infância serve ao Senhor, sendo educado por seus pais aos pés do Senhor Jesus que me libertou e salvou para sua honra e glória.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here