Ataques matam 170 pessoas em Burkina Faso

0
218

Cristãos estão entre as vítimas fatais e os deslocados

Além das mortes, a onda de violência causa o deslocamento das pessoas em Burkina Faso

Em 25 de fevereiro, grupos extremistas atacaram as vilas de Komsilga, Nodin e Soroe e assassinaram 170 pessoas, em Burkina Faso. É possível que haja cristãos entre as vítimas fatais, já que eles habitam a região destruída.

Nenhum grupo extremista islâmico se responsabilizou pelos ataques, mas é possível que estejam ligados à Al-Qaeda e ao Estado Islâmico, pois já espalham o terror pela região centro-norte de Burkina Faso.

O pastor Toyere Israël, em Ouahigouya desabafa: “[O ataque] matou a esperança que renasceu em nós. As pessoas começaram a voltar para suas casas, mas esses ataques paralisaram a esperança que estava em nossos corações”.

No mesmo dia, 14 homens e um menino foram assassinados durante um ataque a uma igreja em Essakane. Um parceiro local da Portas Abertas pediu o apoio da igreja global: “Por favor, ore pelos agressores, para que eles encontrem Jesus e se arrependam desses ataques perversos. Que este incidente não seja em vão e oremos para que Deus o use para crescimento e fortalecimento da igreja no Norte de Burkina Faso”.

Violência crescente

A onda de violência causada pela ação de grupos extremistas em Burkina Faso também resultou no deslocamento de mais de 2 milhões de pessoas. Isso quer dizer que um em cada dez cidadãos burquinabes precisou fugir de sua casa e comunidade para sobreviver aos ataques. Pelo menos 800 mil pessoas vivem em áreas cercadas por jihadistas.

Desde 2019, a Portas Abertas atua no fortalecimento dos cristãos perseguidos em Burkina Faso. O trabalho dos parceiros locais envolve treinamentos sobre como responder biblicamente a perseguição, socorro imediato e cuidados espirituais e pós-trauma.

Lute em oração pela África Subsaariana

Sabemos que a oração é mais poderosa do que batalhas violentas, por isso convidamos os cristãos brasileiros a se juntarem a nós no Domingo da Igreja Perseguida (DIP) 2024. Participe do maior movimento de oração em favor dos cristãos perseguidos na África Subsaariana.

Pedidos de oração

  • Ore para que os cristãos afetados pelos ataques permaneçam firmes em sua fé.
  • Peça que o Senhor encoraje e guie os líderes cristãos no acolhimento dos cristãos perseguidos.  
  • Clame para que o Senhor atenda às necessidades dos cristãos que estão deslocados.
  • Interceda por sabedoria e orientação aos governantes, para que sejam eficazes em combater os jihadistas.

Fonte: Portas Abertas

RETIRO IP SEMEAR 2023

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here