Canadá: Milhares de pessoas protestam contra ensino de ideologia de gênero nas escolas

0
991

Manifestações contra a ideologia de gênero nas escolas canadenses. (Captura de tela/The Canadian Press News)

Manifestações contrárias ao viés ideológico nas escolas canadenses aconteceram em todo o país.

Multidões saíras às ruas de diversas cidades do Canadá, incluindo a capital Ottawa e Toronto, a mais populosa do país, gritando e cantando em protesto contra as políticas relacionadas à identidade de gênero nas escolas.

Um corredor de policiais separava os protestos e contraprotestos que estão ligados às políticas escolares, abrangendo estados como New Brunswick e Saskatchewan.

Essas províncias exigem que os jovens obtenham o consentimento dos pais para que os professores usem os nomes e pronomes que escolherem.

Os manifestantes contrários à ideologia de gênero ensinada nas escolas tiveram o apoio do grupo denominado “1MillionMarch4Children”, uma organização que declara ter a “missão para unir a humanidade em torno do nosso objetivo comum de proteger as crianças da sexualização prematura e da doutrinação potencialmente prejudicial”.

Eles usavam cartazes que afirmam a união em oposição à “ideologia de gênero” nas instituições de ensino do país.

Eles argumentam que as escolas estão expondo seus filhos a conteúdos inadequados relacionados à sexualidade e identidade de gênero, e defendem as políticas que requerem o consentimento dos pais como medida de proteção.

Consentimento dos pais

O governo de New Brunswick desempenhou um papel crucial em desencadear o debate em todo o Canadá, ao alterar a política de gênero da província em junho.

Essa mudança passou a exigir que alunos transgêneros e não binários com menos de 16 anos obtivessem o consentimento dos pais para que seus professores pudessem utilizar seus nomes próprios que escolhessem.

Segundo o North News, o primeiro-ministro Blaine Higgs participou do protesto do lado de fora da legislatura, dizendo aos repórteres que tem dificuldade em entender por que a política de seu governo é controversa.

“Acho que os pais devem se informar sobre o que está sendo ensinado a seus filhos e o que é importante para eles aprenderem nas escolas e o que é importante para os pais tomarem decisões com filhos menores de 16 anos”.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO THE CANADIAN PRESS NEWS E NORTH NEWS

RETIRO IP SEMEAR 2023
Artigo anteriorCALEBE, UM HOMEM DE FÉ
Próximo artigoMackenzie recebe EnANPAD 2023
Pastor Eli Vieira é casado com Maria Goretti e pai de Eli Neto. Responsável pelo site Agreste Presbiteriano, Bacharel em Teologia, Pós-Graduado em Missiologia pelo Seminário Presbiteriano do Norte, Recife-PE e cursando Psicologia na UNINASSAU. Exerce o seu ministério pastoral na Igreja Presbiteriana do Brasil desde o ano 1997 ajudando as pessoas a encontrarem esperança e salvação por meio de Jesus Cristo. Desde a sua infância serve ao Senhor, sendo educado por seus pais aos pés do Senhor Jesus que me libertou e salvou para sua honra e glória.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here