Cristão é ameaçado por se recusar a fazer sacrifícios

0
336

Cristão enfrenta perseguição por parte de familiares em Togo (foto representativa)

Familiares exigiram que ele comprasse animal e participasse de ritual

Domingo da Igreja Perseguida (DIP) 2024 está chegando. Vamos compartilhar testemunhos de cristãos perseguidos na África Subsaariana para motivar os cristãos brasileiros a interceder pela família na fé. Hoje, o testemunho é de Kokoroko (pseudônimo), um evangelista de 46 anos hostilizado quando perdeu entes queridos.

Kokoroko nasceu em uma família muçulmana em Togo e decidiu seguir a Jesus em 1994, após a morte trágica de sua mãe. Desde que deixou o islã, o cristão enfrenta perseguição por parte de sua família. No entanto, nada foi capaz de fazê-lo negar a Cristo e impedi-lo de apoiar outros cristãos de origem muçulmana.

Em janeiro de 2023, o pai de Kokoroko e seu tio faleceram e os familiares passaram a pressionar ainda mais o cristão para comprar um carneiro e sacrificar para o benefício das almas dos parentes mortos. “Diante da situação, resisti e recusei seus pedidos e planos, falando-lhes da minha fé em Jesus Cristo que não me permite fazer sacrifícios”, explicou.

Os parentes exigiram, então que ele desse dinheiro para comprar o animal para a oferenda e o ameaçaram caso não participasse de todo o ritual. Apesar de correr riscos, o cristão permaneceu firme em sua fé. “Toda a palavra de Deus me proíbe de praticar necromancia. Jesus Cristo é meu sacrifício perfeito que cobre todos os sacrifícios que outros possam dizer que minha vida precisa. Longe de mim negligenciar o maravilhoso sacrifício do meu Salvador e Senhor”, concluiu.

Fonte: Portas Abertas

RETIRO IP SEMEAR 2023

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here