Cristãos se encontram em florestas escuras na Coreia do Norte para cultos secretos

0
329

Estratégias de cristãos para se encontrarem em segredo na Coreia do Norte mantém a igreja viva no país. (Foto representativa: Portas Abertas)

O país ocupa o primeiro lugar na Lista Mundial da Perseguição, onde os cristãos são tratados “como animais”.

Coreia do Norte está classificada como o “pior lugar do mundo” para quem se decide pelo cristianismo. De acordo com a Portas Abertas, é o país que ocupa o 1º lugar no ranking da Lista Mundial da Perseguição. 

Há notícias de grupos cristãos que se reúnem em florestas, quando tudo está escuro, com apenas uma vela para iluminar o caminho. Essas pessoas fazem isso para poder cultuar a Deus e falar sobre Jesus.

Além disso, há muitos cristãos que se encontram em banheiros nas prisões, com o mesmo objetivo. Quem aceita Cristo como salvador de suas vidas passa a ser constantemente vigiado, tanto pelas autoridades quanto pelos próprios vizinhos. 

Em locais de trabalho, os cristãos são apontados por delatores que, em troca, recebem recompensas do Estado, como porções de alimento ou fornecimento de eletricidade.

Hostilidade brutal contra cristãos

A organização conta também que, quando reunidos, os cristãos sussurram a palavra de Deus, oram uns pelos outros e adoram o nome de Jesus. 

Por trás da postura bélica do regime ditatorial, há uma hostilidade brutal contra os cristãos norte-coreanos. Eles são enviados para campos de trabalho forçado, sob condições atrozes ou são executados.

“A igreja se reúne em segredo, com muito cuidado”, disse a organização ao revelar que, apesar da pressão, os norte-coreanos têm conhecido a Jesus nas casas de refúgio, na China.

“Outros relembram a fé dos avós e assim se achegam a Cristo. Uma jovem se converteu em um grupo de estudo bíblico secreto para mulheres. Outro cristão tem visto a presença de Jesus a cada dia, enquanto ora, na cela da prisão”, continuou.  
Sobre as prisões na Coreia do Norte

Entre 50 e 70 mil cristãos estão presos na Coreia do Norte e são obrigados a realizar trabalhos forçados nas prisões chamadas “Kwalliso”, onde ficam os presos políticos, incluindo cristãos.

Seguir a Jesus é considerado um crime político, na Coreia do Norte. Os cristãos dificilmente são julgados antes da condenação e muitos deles desaparecem.  

Uma prisioneira que conseguiu escapar da prisão conta: “Aquele lugar não foi feito para um ser humano, até porque, para os guardas, não somos humanos. Somos menos do que animais”.

“Ore para que os cristãos norte-coreanos sintam a presença de Deus e peça ao Senhor que conceda força sobrenatural para que suportem a violência e as condições deploráveis da prisão”, pediu a Portas Abertas em seu site. 

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE PORTAS ABERTAS

RETIRO IP SEMEAR 2023

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here