Depois de se converter ao cristianismo, jovem líbio é condenado à morte

0
382

O jovem cristão foi sentenciado à morte sem direito de defesa. (Foto representativa: Portas Abertas)

Ele foi acusado de apostasia e preso várias vezes, até a Corte local decretar sentença de morte para o seguidor de Cristo.

Um jovem, que vive no Oeste da Líbia, se converteu ao cristianismo há quatro anos. Desde então, ele tem sido alvo de denúncias e já foi preso várias vezes. 

A região onde ele vive foi tomada por milícias e os extremistas islâmicos passaram a pressioná-lo para renunciar sua nova fé e voltar para os islamismo. O governo anterior foi derrubado por causa das leis frágeis e da falta de controle da liderança política.  

O jovem porém, nunca cedeu e continuou firme na sua crença em Jesus. Da última vez que ele foi preso, conforme a Portas Abertas, ele reafirmou sua fé, e então, a Corte local decretou sua sentença de morte.

Sem direito à defesa

Sabe-se que o jovem cristão foi obrigado a declarar publicamente o veredito do lado de fora do tribunal e depois na própria casa. Ele também precisou reportar a sentença a um jornal local e na estação de rádio. 

Casos assim acontecem porque a instabilidade do governo líbio permite que diferentes partes do país interpretem a mesma lei de formas diferentes. 

Na verdade, não há leis em vigor que criminalizam a conversão ao cristianismo, segundo o governo central do país. No entanto, entre 2012 e 2014, vários estados praticaram as antigas leis, que puniam com sentença de morte a apostasia, como no caso do jovem cristão. 

A falta de um governo mais firme permite os julgamentos arbitrários que colocam a vida de cristãos em risco. Durante o processo, o jovem cristão não pôde contatar um advogado, nem receber qualquer outra forma de defesa. 

A Portas Abertas pede que orações sejam feitas por ele, para que tenha um julgamento adequado com direito à defesa e também para que essa situação não abale sua fé. 

Situação dos cristãos na Líbia

A Líbia é um dos piores lugares do mundo para viver a fé em Cristo. Sem liberdade de religião ou de expressão, os cristãos são impossibilitados de frequentar uma igreja e são perseguidos por extremistas islâmicos. 

Compartilhar a fé publicamente é ilegal e aqueles que tentam “desobedecer” correm o risco de oposição violenta, prisão e até sentença de morte. 

Ocupando o 4º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2022, a Líbia submete os seguidores de Jesus a trabalhos forçados, intensos ou até a prostituição. Os líbios que abandonam o islã para seguir a Cristo enfrentam pressão da família e da comunidade em geral. 

Mesmo assim, há notícias de que a Igreja está crescendo no país, principalmente depois do surgimento de programas de TV cristãos via satélite e sites cristãos em árabe. O interesse pelo cristianismo tem aumentado por lá. E, apesar das dificuldades para o contato com o Evangelho, há relatos de pessoas que viveram experiências sobrenaturais.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE PORTAS ABERTAS

RETIRO IP SEMEAR 2023

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here