Drone com explosivos do Hezbollah atinge área da Galileia

0
279

Base militar de Israel em chamas após ser atingida por drone do Hezbollah. (Captura de tela/YouTube/ The Times of India)

O ataque, que atingiu base militar de Israel, teria sido o mais pesado do Hezbollah em meio à guerra, afirma mídia israelense.

Um drone carregado de explosivos, lançado pelo grupo terrorista Hezbollah a partir do Líbano, atingiu uma área na Baixa Galileia na noite de quarta-feira (15), de acordo com informações dos militares.

Em um comunicado, o Hezbollah afirmou ter como alvo uma base militar perto da junção de Golani, a oeste de Tiberíades, a aproximadamente 35 quilômetros da fronteira com o Líbano, utilizando vários drones carregados de explosivos.

Esse ataque teria sido o mais pesado do Hezbollah a Israel em meio à guerra.

Nos últimos sete meses, o Hezbollah lançou milhares de drones, mísseis e foguetes contra o norte de Israel, embora a maioria dos ataques tenha se limitado à área fronteiriça. Até quarta-feira, o grupo terrorista havia disparado projéteis contra alvos israelenses a até cerca de 15 quilômetros da fronteira.

As Forças de Defesa de Israel (IDF) informaram que não houve feridos no ataque ocorrido na noite de quarta-feira. Detalhes sobre danos potenciais não foram fornecidos imediatamente.

Em sua declaração, o grupo terrorista alegou ter atingido uma base da Força Aérea Israelense, de onde é operado um grande dirigível de detecção de mísseis, conhecido como Sky Dew.

Dirigível contendo um sistema de radar avançado que Israel planeja implantar ao norte para detectar mísseis e drones. (Foto: Ministério da Defesa de Israel)

Durante o incidente, um alarme de suspeita de infiltração de drones soou em Jordan River Village, uma vila recreativa na Baixa Galileia, próxima à base Sky Dew.

‘Resposta’

O Hezbollah afirmou que o ataque com drones foi uma resposta aos recentes ataques israelenses no sul do Líbano, que resultaram na morte de membros do grupo. Na noite de terça-feira, um importante comandante de campo, Hussein Ibrahim Makki, foi morto em um ataque de drone das IDF.

O ataque levou o Hezbollah a realizar vários ataques importantes no norte de Israel, incluindo o ataque de drones.

Horas após o ataque com drones de quarta-feira, a mídia libanesa relatou ataques aéreos israelenses em Baalbek, no nordeste do Líbano, um reduto do Hezbollah localizado a cerca de 100 quilômetros da fronteira.

Os relatórios descreveram o ataque israelense como o maior na região de Baalbek durante a guerra. Também mencionaram que vários alvos foram atingidos nas áreas de Nabi Chit e Brital.

بعلبك منذ قليل pic.twitter.com/AS9fgvcShE— أحمد عباس ياسين || Ahmed A. Yassine (@ahmedyassine30) May 15, 2024

Na manhã de quarta-feira, o Hezbollah lançou cerca de 60 foguetes, principalmente em direção ao Monte Meron, situado aproximadamente oito quilômetros da fronteira com o Líbano. Nesse local, há uma base sensível de controle de tráfego aéreo.

Pelo menos um foguete pesado também foi lançado contra a base militar de Biranit, localizada na fronteira com o Líbano.

As defesas aéreas interceptaram vários dos 60 foguetes, enquanto alguns causaram “pequenos danos” à base do Monte Meron, disse a IDF.

De acordo com o grupo terrorista, os ataques foram “parte de uma resposta ao assassinato”, referindo-se a Makki.

Desde 8 de outubro, as forças lideradas pelo Hezbollah têm atacado quase diariamente comunidades israelenses e postos militares ao longo da fronteira. O grupo afirma que essas ações são realizadas em apoio a Gaza, em meio à guerra no país.

Até agora, as escaramuças na fronteira mataram dez civis israelenses, além de 14 soldados e reservistas das IDF. Também houve vários ataques vindos da Síria, sem feridos.

O Hezbollah relatou que 298 de seus membros foram mortos por Israel durante as escaramuças em curso, principalmente no Líbano, mas alguns também na Síria. No Líbano, outros 60 agentes de outros grupos terroristas, um soldado libanês e pelo menos 60 civis também foram mortos.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO TIMES OF ISRAEL

RETIRO IP SEMEAR 2023
Artigo anteriorAlheio e Estranho
Próximo artigoMultidão invade e destrói igreja na Índia
Pastor Eli Vieira é casado com Maria Goretti e pai de Eli Neto. Responsável pelo site Agreste Presbiteriano, Bacharel em Teologia, Pós-Graduado em Missiologia pelo Seminário Presbiteriano do Norte, Recife-PE e cursando Psicologia na UNINASSAU. Exerce o seu ministério pastoral na Igreja Presbiteriana do Brasil desde o ano 1997 ajudando as pessoas a encontrarem esperança e salvação por meio de Jesus Cristo. Desde a sua infância serve ao Senhor, sendo educado por seus pais aos pés do Senhor Jesus que me libertou e salvou para sua honra e glória.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here