Escavações revelam cidade subterrânea usada como refúgio de cristãos, na Turquia

0
90

Um grande número de artefatos dos séculos II e III dC foram desenterrados em uma cidade subterrânea turca.

Uma vista interior da cidade subterrânea em Midyat, Mardin, sudeste da Turquia, 18 de abril de 2022. (Foto: AA / Daily Sabah)
Uma vista interior da cidade subterrânea em Midyat, Mardin, sudeste da Turquia, 18 de abril de 2022. (Foto: AA / Daily Sabah)

Escavações realizadas em Midyat, na província de Mardin, na Turquia, revelam tesouros da arqueologia: uma um bairro inteiro com ruínas de locais de culto, silos, poços de água e passagens com corredores na cidade subterrânea, que é chamado de “Matiate”.

Também foi encontrada uma gruta na localidade de um projeto iniciado há dois anos para limpeza e conservação das ruas e casas históricas, já que Midyat é um museu a céu aberto.PUBLICIDADE

Após o sucesso das escavações, o diretor do Museu Mardin e chefe das escavações em Matiate, Gani Tarkan, disse que o trabalho se espalhará por todo o distrito, informa o Daily Sabah.

Escavações em Midyat, Mardin, sudeste da Turquia, 18 de abril de 2022. (Foto: AA / Daily Sabah)

Tarkan disse que exemplos semelhantes de cidades subterrâneas foram encontrados em Anatólia, mas que a cidade subterrânea de Midyat tem características muito diferentes:

“Matiate tem sido usada ininterruptamente por 1.900 anos. Foi construída primeiro como um esconderijo ou área de fuga pelo cristianismo, que não era uma religião oficial no século II”, diz.

“Famílias e grupos que aceitavam o cristianismo geralmente se refugiavam em cidades subterrâneas para escapar da perseguição de Roma ou formavam uma cidade subterrânea. Possivelmente, a cidade subterrânea de Midyat era um dos espaços de vida construído para este fim. É uma área onde estimamos que pelo menos 60-70.000 pessoas viviam no subsolo”, conta.

Cooperação nas escavações

cidade subterrânea foi desenterrada após ter sido determinado que a caverna é uma passagem para diferentes lugares que poderiam ser escavados.

Trabalho conjunto nas escavações em Midyat, Mardin, sudeste da Turquia, 18 de abril de 2022. (Foto: AA / Daily Sabah)

As escavações são mantidas com a cooperação do Ministério da Cultura e Turismo, Direção Geral do Patrimônio Cultural e Museus, Museu Mardin e Município de Midyat. Durante os trabalhos, os especialistas também encontraram muitos artefatos que datam dos séculos II e III dC em várias partes da cidade.

Com as novas descobertas, as autoridades locais esperam que o número de visitantes do distrito aumente, levando turistas a conhecerem a cidade subterrânea.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO DAILY SABAH

Artigo anteriorPedro: Transformado para Servir
Próximo artigoAtaques de Grupos armados causam 1.900 mortes na Nigéria entre Janeiro e Março de 2022
Pastor Eli Vieira é casado com Maria Goretti e pai de Eli Neto. Responsável pelo site Agreste Presbiteriano, Bacharel em Teologia, Pós-Graduado em Missiologia pelo Seminário Presbiteriano do Norte, Recife-PE e cursando Psicologia na UNINASSAU. Exerce o seu ministério pastoral na Igreja Presbiteriana do Brasil desde o ano 1997 ajudando as pessoas a encontrarem esperança e salvação por meio de Jesus Cristo. Desde a sua infância serve ao Senhor, sendo educado por seus pais aos pés do Senhor Jesus que me libertou e salvou para sua honra e glória.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here