Escócia julga ‘bruxos’ por submeterem crianças a rituais e torturas

0
302

O julgamento está em andamento no Tribunal Superior de Glasgow. (Foto: Unsplash/Freestocks)

Segundo os promotores do caso, ‘culto de bruxas’ realizava rituais ‘perturbadores’ e tentou trancar criança no micro-ondas.

Cerca de doze indivíduos enfrentam julgamento na Escócia, acusados de cometer abuso sexual contra crianças e de envolvê-las em práticas relacionadas à “bruxaria”.

Segundo a Fox News Digital, sete homens e quatro mulheres estão atualmente respondendo a um conjunto de 32 acusações, por supostamente coagir crianças a participar de sessões espirituais.

As acusações incluem o uso de um tabuleiro Ouija para “invocar entidades espirituais e seres sobrenaturais”, além de alegações de terem gravado atos de abuso sexual contra os menores. Todos negaram as acusações contra eles.

Segundo informações da Sky News, esses eventos teriam ocorrido ao longo do período de 2010 a 2020, afetando pelo menos três meninas e um menino.

As crianças vítimas dos supostos abusos teriam sido forçadas a aulas de bruxaria, onde apontavam varinhas e lançavam feitiços que as faziam acreditar que “se metamorfoseavam em animais”, informa a Sky News.

“Não gostei quando todas as bruxas apontaram suas varinhas para mim”, disse uma garota sobre os rituais, segundo a BBC.

Máscara do diabo

Uma das crianças teria sido obrigada a entrar em um micro-ondas, um freezer e um armário em uma suposta tentativa de assassinato, informou a BBC.

A mesma criança teria sido instruída a “agir como um cachorro” e comer ração para animais de estimação. Os suspeitos são acusados ​​de perseguir a criança enquanto usava uma máscara do diabo.

Dos 11 que estão em julgamento, cinco foram acusados ​​de tentativa de homicídio por supostamente prenderem o garoto em um armário. 

Os suspeitos também foram acusados ​​de abusar e matar diversos cães e de supostamente forçarem duas crianças a se juntarem a eles para esfaquear os animais.

De acordo com informações dos promotores à Sky News, as crianças também foram estupradas em momentos diferentes e os suspeitos teriam “aplaudido, aplaudido e encorajado verbalmente” o crime, e às vezes até gravaram os ataques.

O grupo também foi acusado de acusações de drogas, incluindo posse de diamorfina e cocaína, e que teriam ordenado que as crianças transportassem as substâncias.

O julgamento está em andamento no Tribunal Superior de Glasgow.

De acordo com os Museus Nacionais da Escócia, os julgamentos na Escócia envolvendo supostas bruxas remontam a muitos séculos, com cerca de 3.000 a 4.000 pessoas executadas e torturadas por alegações de bruxaria no final dos séculos 16 a 17.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA FOX NEWS

RETIRO IP SEMEAR 2023

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here