Evangelista é espancado até a morte em Uganda por levar muçulmanos a Jesus

0
755

Homens na África. (Foto: Ilustrativa/Rawpixel/Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional)

O evangelista Philip Bere foi atacado enquanto voltava de um evento evangelístico.

Um evangelista de 33 anos foi espancado até a morte por extremistas após pregar Jesus a muçulmanos, em um evento evangelístico no leste de Uganda, no dia 6 de setembro.

Segundo o Morning Star News, depois do evento na cidade de Kituuti, Philip Bere foi arrancado da sua bicicleta enquanto voltava para a cidade de Katiryo, e agredido. Ele morreu ao ser atingido com uma grande pedra pelos agressores.

Mudenya Sirasi, que ajudou Philip no evento evangelístico, estava com ele no momento do ataque.

Mudenya contou que muitas pessoas aceitaram a Cristo no evento, incluindo mulheres muçulmanas e dois jovens muçulmanos.

“Ouvimos pessoas conversando de ambos os lados da estrada, em um arbusto próximo, dizendo: ‘Foram eles que converteram nossos membros hoje. Eles não deveriam viver, mas sim ser mortos’”, disse Mudenya ao Morning Star News. 

“Do nada, um homem que estava parado na nossa frente agarrou nossa bicicleta e bateu em Philip com um objeto contundente nas costas”, acrescentou ele.

Morto pela causa de Cristo

Mudenya afirmou que nesse momento Philip caiu. Ele conseguiu fugir e entrar em um túnel sob uma ponte, onde se escondeu.

“Pude ver os agressores ferindo brutalmente meu amigo. Um dos agressores o atingiu com uma pedra grande e ele sangrou até a morte”, relembrou ele.

Quando os agressores foram embora, Mudenya encontrou o corpo de Philip numa poça de sangue. Ele informou sobre o ocorrido a outros cristãos e também a polícia local.

Segundo o pastor da igreja de Philip, os policiais em Katiryo, Kibuku, recolheram depoimentos sobre o assassinato do evangelista e estão à procura dos assassinos.

“Nosso evangelista foi morto por causa de sua paixão por pregar as Boas Novas de Jesus Cristo, especialmente aos muçulmanos”, afirmou o pastor ao Morning Star News.

Philip era conhecido por suas ministrações da Bíblia entre os muçulmanos em Buseeta, Lwatama, Katiryo e outras partes do leste de Uganda.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE MORNING STAR NEWS

RETIRO IP SEMEAR 2023
Artigo anteriorPastor visita igreja no Marrocos após pior terremoto no país: ‘Estão em oração’
Próximo artigoA VERDADEIRA FÉ
Pastor Eli Vieira é casado com Maria Goretti e pai de Eli Neto. Responsável pelo site Agreste Presbiteriano, Bacharel em Teologia, Pós-Graduado em Missiologia pelo Seminário Presbiteriano do Norte, Recife-PE e cursando Psicologia na UNINASSAU. Exerce o seu ministério pastoral na Igreja Presbiteriana do Brasil desde o ano 1997 ajudando as pessoas a encontrarem esperança e salvação por meio de Jesus Cristo. Desde a sua infância serve ao Senhor, sendo educado por seus pais aos pés do Senhor Jesus que me libertou e salvou para sua honra e glória.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here