“Há apenas um missionário para cada 4 milhões de pessoas”, alerta líder na Ásia

0
849

Cristãos no Sul da Ásia exercendo o ministério. (Foto: Reprodução/IMB)

Há mais de 10 anos, Campbell e Elizabeth Bach treinam igrejas e cristãos locais para alcançarem pessoas, no Sul da Ásia.

O casal Campbell e Elizabeth Bach sonha em ver os povos do Sul da Ásia alcançados por Jesus. Eles servem como líderes numa equipe responsável por compartilhar o Evangelho e plantar igrejas entre milhares de aldeias. 

Apesar de abrangerem milhões de pessoas há centenas de quilômetros, os missionários informaram que muitos grupos nesta região permanecem não alcançados e não engajados com o Evangelho. 

PUBLICIDADE

“O Sul da Ásia é a maior concentração de perdidos. Acredito que há mais de 4 milhões de pessoas na região para cada missionário do IMB. A necessidade de mais trabalhadores é imensas”, disse Campbell.

Campbell é a primeira pessoa de sua família a se tornar cristão. Quando ele aceitou Jesus na faculdade, teve convicção de que gostaria de passar a vida servindo a Deus de qualquer maneira que pudesse. 

Inicialmente, ele compartilhou o Evangelho com familiares, amigos e serviu sua igreja local. No seminário, ele ouviu falar pela primeira vez sobre missões internacionais.

Enquanto ministrava um estudo bíblico em sua igreja sobre o livro de Atos, Campbell pensou:

“Continuei aprendendo todas as grandes coisas que os apóstolos fizeram e pensei: ‘Por que não estamos fazendo isso?’”, lembrou ele.

Na mesma época, Campbell ouvia histórias de colegas que haviam servido como missionários no exterior antes de ingressar no seminário. Uma delas foi Elizabeth, sua futura esposa. Então, depois da formatura, ele se mudou para o Leste Asiático.

Servindo no Sul da Ásia

Depois de passar dois anos servindo no Conselho de Missões Internacionais (IMB) no Leste Asiático, Campbell voltou para casa e se casou com Elizabeth. 

Anos depois, retornaram ao ministério do IMB, mas desta vez, entre os sul-asiáticos, a quem serviram por mais de 10 anos.

O casal percebeu que a maneira de alcançar a população é encorajando os cristãos e as igrejas locais a assumirem a responsabilidade pelo trabalho evangelísticoo. 

“Precisamos incentivar e treinar os cristãos locais para que eles assumam a tarefa. Ajudamos as igrejas a formar líderes que possam plantar mais igrejas. Caminhamos ao lado deles”, explicou o missionário.


Culto em uma igreja no Sul da Ásia. (Foto: Reprodução/IMB)

Testemunhos de parceiros locais

Por quase cinco anos, os Bach trabalharam ao lado de Tushar e de sua esposa, Saachi. Ele contou o testemunho de como Deus tem trabalhado através desse parceiro na missão. 

“Tushar conheceu uma mulher cujo marido sofria de câncer. Ela estava triste e desanimada, então ele foi até a casa dela orar pelo marido. Ele estava muito doente e deitado na cama. Tushar orou por ele e compartilhou o Evangelho”, disse Campbell.

E continuou: “Um dia depois, Tushar recebeu uma ligação informando que por causa de sua oração, o homem estava melhor e podia sair da cama e comer. Então, Tushar começou a visitá-los regularmente e ensiná-los sobre Jesus”. 

Um mês depois, após aceitar Jesus, o homem adoeceu novamente e faleceu. Semanas depois, a família pediu que Tushar fosse até eles. Quando ele chegou, 23 familiares o esperavam. 

“Eles lhe disseram que queriam abandonar todos os seus ídolos e seguir a Cristo. Tushar ficou chocado. Durante a doença do marido, todos tiveram tempo para ouvir e compreender plenamente a mensagem do Evangelho. Eles acreditavam que o marido estava agora no Céu e decidiram colocar sua fé em Jesus também”, contou Campbell.

Parceiros como Tushar e Saachi são essenciais para cumprir a tarefa, pois conseguem entrar em locais e comunidades onde os missionários não podem ir. 

Atualmente, Tushar e sua esposa trabalham treinando cinco igrejas, da mesma forma que foram treinados pelos Bachs.

“Não há como encontrarmos todos esses grupos não alcançados. Mas se tivermos igrejas locais que entendam: ‘Esta é a nossa tarefa‘. Então, com o tempo, veremos os frutos”, concluiu Elizabeth. 

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE BAPTIST PRESS

RETIRO IP SEMEAR 2023

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here