Igreja na Turquia está se reerguendo após terremoto matar 20% dos cristãos

0
191
Escombros do terremoto na Turquia. (Foto: Reprodução/Unsplash/Çağlar Oskay)

Após a tragédia, a igreja luta para manter seu compromisso com a propagação do Evangelho no país.

Na Turquia, os cristãos ainda estão se recuperando das mais de 45.000 vítimas do terremoto que atingiu o país em fevereiro deste ano.

Bruce Allen, da missão Forgotten Missionaries International (FMI), visitou recentemente os crentes com quem trabalham na Turquia. 

“No passado, dizíamos que de uma população de 85 milhões de pessoas, estimava-se que talvez houvesse 10.000 cristãos evangélicos no país. Agora, me disseram que esse número provavelmente é de apenas 8.000”, compartilhou ele à Mission Network News (MNN).

Ele explicou que o motivo pode estar ligado ao número de crentes que morreram no terremoto e moravam na província de Hatay, a região mais atingida pela catástrofe, também conhecida como um núcleo de atividade cristã.

Segundo a MNN, isso significa que aproximadamente um quinto da população cristã da Turquia foi morta.

“Na verdade, uma das principais cidades, Antakya [antiga Antioquia] acaba de ser dizimada. Foi aqui que, no primeiro século, os seguidores de Cristo eram, antes de tudo, cristãos. Anteriormente, ainda havia uma comunidade forte no local”, disse Bruce. 

Reerguendo o corpo de Cristo

Apesar do sofrimento, a Igreja na Turquia está apoiando umas às outras e oferecendo ajuda aos vizinhos muçulmanos.

“As pessoas de origem muçulmana estão ouvindo sobre Jesus Cristo pela primeira vez e estão colocando sua fé Nele”, contou Bruce.

Uma nova igreja na província de Hatay já possui cerca de 15 membros e continua crescendo.

Enquanto isso, cristãos turcos voluntários do FMI, estão viajando pelo país, para as áreas mais atingidas pelo terremoto, para auxiliar a população em suas necessidades físicas e espirituais. 

“Não há hotel onde eles possam ficar, então eles dormem no carro durante a semana. Não há restaurante onde eles possam comer, então eles comem a mesma comida que dividem com os sobreviventes do terremoto. Eles estão realmente vivendo no mesmo ambiente que os sobreviventes, e estão fazendo isso de boa vontade e repetidamente”, informou Bruce.

E continuou: “Acho que é um grande testemunho do amor de Cristo que os leva a servir outras pessoas”.

As igrejas no sul da Turquia perderam pastores, presbíteros, professores, missionários e entes queridos. 

Para Bruce, isso é um “chamado à próxima geração de cristãos, bem como aos novos crentes, para assumir a responsabilidade de pregar o Evangelho”.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA MISSION NETWORK NEWS

RETIRO IP SEMEAR 2023

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here