Igrejas são fechadas pelo governo do Vietnã e oficiais são impedidos de investigar

0
244

Igrejas no Vietnã são fechadas pelo governo. (Foto representativa: Portas Abertas)

Funcionários do Consulado dos EUA foram enviados ao país para verificar possíveis violações de direitos humanos.

Autoridades locais no Vietnã bloquearam várias igrejas que já eram constantemente monitoradas. O Consulado dos EUA, que ficou sabendo do ocorrido, enviou dois funcionários e um intérprete vietnamita para descobrir se havia violações dos direitos humanos ou questões sobre liberdade religiosa.

Um relatório foi feito por eles, no entanto, foram forçados a sair sem falar com os cristãos das duas igrejas que visitaram. Os agentes americanos foram proibidos pelas autoridades locais, incluindo a polícia local e os moradores.

Esse tipo de procedimento não é novidade para quem tenta saber o que realmente está ocorrendo com a Igreja no Vietnã. De acordo com a Portas Abertas, o país que ocupa o 25º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2023 já persegue o cristianismo há décadas.

Igreja cresce apesar da perseguição

Recentemente, o Guiame publicou sobre uma cruzada evangelística no Vietnã — Spring Love Festival, organizada pelo ministério de Franklin Graham — onde milhares de pessoas aceitaram Jesus como Salvador. 

“Agora as pessoas têm escolhas no meu país, pois há milhões aqui que nunca ouviram sobre Jesus”, disse uma participante sobre a fé no Vietnã. Ao final do evento, muitos líderes de igrejas que estavam presentes apoiaram os novos convertidos e se comprometeram a ajudá-los no estudo da Palavra.

Há notícias de que muitos adolescentes e jovens passam a ser perseguidos pela própria família ao se tornarem cristãos.

Além disso, há crentes sendo expulsos de suas próprias casas pelo governo vietnamita para a criação de “zonas livres de cristãos”. Eles são forçados a ir embora apenas com uma pequena bagagem de roupas por não negarem o nome de Cristo. 

RETIRO IP SEMEAR 2023

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here