Igrejas veem público dos cultos online crescer durante fechamento dos templos

0
191

As transmissões estão sendo feitas nas diferentes plataformas disponíveis, como Facebook, YouTube e Instagram.

Transmissão do culto do MEVAM, na noite de quarta-feira (25). (Foto: Reprodução/Instagram)
Transmissão do culto do MEVAM, na noite de quarta-feira (25). (Foto: Reprodução/Instagram)

No último domingo (15), a frequência dos cultos online quadruplicou nos EUA, enquanto as congregações enfrentam restrições e recomendações das autoridades para manter suas portas fechadas para ajudar a retardar a disseminação do COVID-19.

A Church Online Platform, operada pela Life.Church, viu um total de 4,7 milhões de dispositivos transmitindo serviços religiosos no domingo, quatro vezes a frequência média de um fim de semana típico.PUBLICIDADE

A plataforma viu mais de 6.000 novas igrejas se inscreverem na semana passada e atende a mais de 20.000 igrejas em todo o mundo. Ele permite que as igrejas transmitam seus próprios serviços com recursos de bate-papo e oração individual.

“Com tudo o que acontece no mundo, acreditamos que é de vital importância que a Igreja continue a se encontrar online e espalhe mensagens de esperança”, disse Bobby Gruenewald, pastor da Life.Church e líder de inovação.

“Da mesma maneira que as portas do hospital permanecerão abertas para atender às necessidades físicas das pessoas durante esse período, somos encorajados a ver tantas igrejas aproveitando a tecnologia online para permanecerem abertas e ajudar a atender às suas necessidades espirituais e emocionais”.

Brasil

No Brasil, a movimentação pela internet também foi verificada. A Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) transmitiu seu culto de domingo (22), ministrado pelo Pr. Silas Malafaia, para mais de 20 mil pessoas ao vivo. Até o momento, cerca de 130 mil pessoas assistiram à mensagem “O que Deus está falando com o seu povo nesse tempo de crise?”.

No culto de quarta-feira (25), o MEVAM, liderado pelo Pr. Luiz Hermínio, contava com mais de 6.000 assistindo a transmissão.

Para incentivar as pessoas a participarem dos cultos, a Jesus Copy fez um post em seu Instagram: “Provavelmente serão muitas [igrejas online] nos mesmos horários, tudo junto e misturado! Será um tempo ímpar! Vamos levantar o nome de Jesus no mundo todo através da internet”.

A mensagem também fez um pedido para que os internautas assistissem os cultos de suas igrejas locais: “O seu pastor tá correndo o máximo que pode pra tentar acompanhar essa onda que nos atingiu. … Preocupados em alimentar o rebanho, em ter comunhão com você. Honre isso! Cultue com a sua comunidade amanhã!”.

Além dos cultos, as igrejas também estão transmitindo boletins, orações, estudos e as conhecidas “lives”. Elas também estão aproveitando as diversas plataformas disponíveis, como Facebook, YouTube e Instagram.

Estrutura

A plataforma que agrega as transmissões nos EUA é gratuita, de acordo com um comunicado de imprensa da Life.Church.

As igrejas podem usar um smartphone ou câmera para “gravar seu sermão, enviá-lo para um site como o YouTube e começar a transmitir em menos de uma hora”, disse o comunicado.

“Somos encorajados a ver uma resposta tão avassaladora de igrejas em todo o mundo que se recusam a deixar que algo os impeça de compartilhar sobre a bondade e a fidelidade de Deus”, declarou Gruenewald.

Enquanto isso, o Conselho de Missões da América do Norte da Convenção Batista do Sul realizou um webinar na quarta-feira para ensinar às igrejas como transmitir cultos.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN HEADLINES

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here