Mais de 200 muçulmanos aceitam Jesus após testemunharem milagres em aldeia na África

0
1233

Africanos em igreja. (Foto: Ilustração/Portas Abertas)

A partir dos testemunhos de curas locais, muitas pessoas foram atraídas por Jesus em uma aldeia no norte da África


Um homem, no norte da África, que sofria de uma doença hepática foi curado depois que um cristão nativo orou por ele.

Um líder local — que não teve o nome revelado por motivos de segurança — informou que o fígado do homem havia parado e os médicos estavam esperando que ele morresse a qualquer momento.

“Nosso obreiro foi pela fé e impôs as mãos sobre ele e orou fervorosamente, pedindo a Deus que fosse honrado e glorificado em sua vida”, disse o líder ao ministério Christian Aid Mission.

Após a oração, os sinais vitais do paciente começaram a melhorar e ele foi retirado do coma. Cerca de 11 dias depois, ele recebeu alta e estava completamente curado.

“Sua família, parentes e vizinhos ficaram completamente maravilhados e surpresos. Mais tarde, convidaram o líder cristão para contar mais sobre a sua fé e, durante a visita, 35 familiares entregaram a vida a Jesus”, testemunhou o líder.

Conversão de muçulmanos

Poucos dias depois, um professor islâmico que era manco, pediu ao cristão que orasse por ele: “Deus fez um milagre, ele foi curado e também entregou sua vida a Jesus”, disse o líder.

“Muitas pessoas ficaram muito interessadas em ouvir sobre Jesus, mas os anciãos da aldeia ficaram muito perturbados e quiseram impedir as visitas à aldeia”, acrescentou.

Então, os anciãos organizaram uma reunião para discutir o assunto. Um membro do comitê de idosos se levantou e defendeu o líder cristão, afirmando que ele tinha feito muito bem à comunidade.

Então, as autoridades locais concederam permissão ao líder para continuar pregando o Evangelho durante as visitas: “Até agora, mais de 200 muçulmanos aceitaram Jesus”, contou ele.

Segundo o Christian Aid Mission, sua igreja foi fechada, mas Deus está abrindo muitas portas para o líder visitar as pessoas e compartilhar o Evangelho em aldeias diferentes.

Crescimento do Evangelho

Apesar do encerramento de igrejas e a perseguição aos cristãos locais no norte da África, os missionários do ministério plantaram 10 igrejas domésticas e vários grupos de oração e estudo da Bíblia durante um período de seis meses no ano passado.

Em meio a opressão, o discipulado é fundamental para fortalecer a fé dos novos convertidos. O ministério treina mulheres através da costura, panificação e manicure, para ajudá-las a sustentar suas famílias e a criar oportunidades de falar sobre Jesus.

“Com isso, eles puderam ajudar suas famílias e entrar facilmente nas casas dos vizinhos e da comunidade para servi-los e compartilhar a Palavra de Deus. As mulheres ficaram muito encorajadas e muitas delas experimentaram uma transformação em suas vidas”, disse o líder.

Milagres

O discipulado inclui aulas sobre vários temas bíblicos. No início deste ano, durante uma aula sobre o papel da igreja na cura, uma mulher de 60 anos, que passou por muitas dificuldades na sua vida, aprendeu as bases bíblicas para o perdão e a reconciliação.

“Depois que pediu perdão ao marido e aos filhos, ela se tornou mais atenciosa e gentil, em vez de crítica e rápida com palavras ofensivas. Na primeira semana em casa, o marido e os filhos comentaram como ela havia mudado”, relatou o líder.

Em outra aula, uma adolescente que gaguejava tinha um problema de autoestima por não conseguir conversar com as pessoas.

O líder e outros cristãos locais oraram por ela e no dia seguinte, ela falou normalmente pela primeira vez.

“Louvado seja o Senhor, para nossa maior surpresa, de repente ouvimos ela falar sem timidez, mas com confiança, traduzindo o conteúdo para a classe em árabe”, relatou ele.

E continuou: “Um milagre aconteceu diante de nós, Deus respondeu às nossas orações por ela de forma surpreendente e rápida. Ficamos todos pasmos”.

Segundo ele, a adolescente iniciou um grupo de oração em casa e também conseguiu expressar o seu amor à sua família.

“A Deus seja toda a glória, honra e louvor pelas grandes coisas que Ele fez”, concluiu o líder.
FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CHRISTIAN AID MISSION

RETIRO IP SEMEAR 2023
Artigo anteriorJESUS FAZ MARAVILHAS
Próximo artigoEncontro de missionários da APMT em Campinas
Pastor Eli Vieira é casado com Maria Goretti e pai de Eli Neto. Responsável pelo site Agreste Presbiteriano, Bacharel em Teologia, Pós-Graduado em Missiologia pelo Seminário Presbiteriano do Norte, Recife-PE e cursando Psicologia na UNINASSAU. Exerce o seu ministério pastoral na Igreja Presbiteriana do Brasil desde o ano 1997 ajudando as pessoas a encontrarem esperança e salvação por meio de Jesus Cristo. Desde a sua infância serve ao Senhor, sendo educado por seus pais aos pés do Senhor Jesus que me libertou e salvou para sua honra e glória.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here