O PROFETA JOEL FALA HOJE

0
86

 

Joel 1:1-2:21

Nos últimos dias temos lido reportagens que trazem informações sobre a seca em nosso Nordeste, tais como: “Com maior seca em décadas, nordeste revive era de êxodo e fuga do campo”, “Seca arrasa plantações no sertão nordestino e faz preço de milho e feijão disparar”, “Seca se agrava, e sertanejos já sofrem com falta de alimentos no Nordeste”, etc. Estas matérias nos falam da situação desoladora em que a Região Nordeste está passando por uma das maiores secas das últimas décadas. O gado está morrendo, a água secando, em muitos lugares já se perderam as plantações, etc. (Esta mensagem foi pregada no período da seca no agreste pernambucano).

Meus irmãos, quando estudamos a Palavra de Deus, no livro de Joel, podemos ver que o profeta foi levantado por Deus para transmitir a sua mensagem ao povo de Israel em um momento de crise, causada principalmente pela seca. Entretanto, a crise não era só econômica, mas também política e espiritual. Ao olharmos para aquele momento em que o servo de Deus pregou, devemos perguntar: o que nos ensina a mensagem do profeta Joel?

 Agora eu convido você para olharmos para as Sagradas Escrituras e ouvir o que o profeta Joel, inspirado por Deus, nos ensina a enfrentar as crises:

1-A LAMENTÁVEL SITUAÇÃO DEVE NOS MOTIVAR A CLAMAR A DEUS (Joel 1.14,19)

 O profeta Joel foi levantado por Deus para transmitir a sua mensagem em um momento marcado pela crise, causada principalmente por causa da seca. A situação da terra é descrita no capítulo 1 e pode ser resumida no versículo 10 e o versículo 14b, onde podemos ver: Devastação do campo; cessação do serviço religioso, crise espiritual, tristeza e desolação. Este era o cenário que traduzia a lamentável situação da terra. Diante deste quadro triste e desolador em que a nação se encontrava, muitas pessoas murmuravam, choravam, lamentavam, etc.

Diante deste cenário econômico triste, e desafiador para os habitantes de Judá, o profeta exorta o povo a clamar ao Senhor e promulgar um santo Jejum (Joel 1:14). O profeta Joel nos ensina, que a lamentável situação deve nos motivar não murmurar, mas a buscar a Deus. Não basta reclamar, chorar, etc. Devemos clamar aquele que é poderoso para intervir e mudar o quadro ou reverter a situação.

Esse deve ser o Projeto do Povo de Deus. Meus irmãos, esse deve ser o projeto da Igreja na atualidade em que estamos vivendo em nossa região, diante da grande seca que nos desafia na atualidade, castigando o nosso Nordeste (esta mensagem foi pregada no momento de seca no agreste pernambucano), da crise política, moral e espiritual da nossa nação. Deve ser o seu projeto em momentos de crises certos de que Deus ouve e responde a oração dos seus servos.

2- AS MISERICÓRDIAS DE DEUS, DEVE NOS LEVAR AO ARREPENDIMENTO (Joel 2.12-19).

O povo de Israel estava vivendo um momento de tristeza e dor, porque havia se afastado da Palavra de Deus e do Deus da Palavra e como consequência deixaram se levar pelo pecado. Então, agora o povo estava sendo disciplinado ou exortado pela seca permitida por Deus para falar a nação que Israel precisava se arrepender, olhar para as misericórdias do Soberano Senhor que controla todas as coisas, que não se limita as concepções humanas. Naquele momento, o profeta prega que Israel precisava voltar-se para Deus. Isto é, precisava olhar para as misericórdias de Deus, se humilhar e pedir perdão de todo coração certo que Deus é misericordioso.

Hoje, quando nós paramos para olhar o Nordeste (Brasil), podemos ver a idolatria, a injustiça social, corrupção, feitiçaria, violência, prostituição infantil, o sincretismo religioso, isto é, a depravação total. A solução para nossa situação está em que estamos vivendo, é nos arrependermos dos nossos pecados, confiarmos nas misericórdias de Deus e assim seremos restaurados. É o que o homem precisa fazer em meio a depravação da nossa atualidade.

O homem (Brasil) precisa se arrepender e voltar-se para Deus. Voltar-se para Deus na certeza de que o Senhor é misericordioso e rico em perdoar, porque Deus tem bênçãos incomparáveis para aqueles que o buscam de todo coração.

3-AS PROMESSAS DE DEUS, DEVE NOS ENCHER DE ESPERANÇA (Joel 2.18-32).

 Em Joel 2:18 o Senhor se mostra zeloso de sua terra, compadecendo-se do Seu povo e promete bênçãos grandiosas.

Podemos classificar estas bênçãos, como sendo de ordem: materiais, espirituais e eternas. Deus promete ao povo normalidade na produção, dizendo:”… eis que vos envio o cereal e o vinho, e o óleo… os pastos do deserto reverdecerão, porque o arvoredo dará o seu fruto, etc. (2:19,22-26). Deus promete proteção (2:20,21,27), estabilidade climática (2:23), fartura e alegria (2:24,26) e o derramamento do Espírito Santo (2:22-32). Diante de tais promessas de Deus, o profeta Joel desafia o povo de Israel a renovar suas esperanças.

Diante de tais promessas, nós somos desafiados a nos enchermos de esperanças, e não ficarmos desanimados, murmurando, chorando, etc. Meus irmãos como alguém disse: ” O que o oxigênio significa para os pulmões, é a esperança para o sentido da vida”. Na atualidade diante da crise, há muita gente ansiosa, desesperada, buscando um sentido para a vida nos prazeres carnais, nas drogas, nas religiões, etc., sem, contudo, encontrar uma saída, porque estão pondo suas esperanças onde não há esperança.

Hoje como igreja do Senhor, povo de Deus, devemos confiar nas promessas do Soberano Deus e no Deus das promessas, na certeza de que Ele pode mudar a nossa situação e vai mudar se nos voltarmos para Ele, como Ele nos ensina em Sua Palavra “Se eu cerrar os céus de modo que não haja chuva, ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra, ou se enviar a peste entre o meu povo; se o meu povo , que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra”.(2 Cônicas 7.13,14).Desperta Nordeste! Brasil! É tempo de confiarmos nas promessas de Deus e nos voltarmos para Ele.

Portanto meus irmãos, não sei qual é o teu problema hoje, mas eu sei que o nosso Deus não mudou, ele é imutável, ele permanece o mesmo. Por isso podemos confiar nas suas promessas e nos encher de esperanças e ouvir o que o profeta Jeremias também nos diz em Lamentações 3:21 ” Quero trazer a memória o que me pode dar esperança”. O que você está trazendo a memória neste momento de seca (crises)? Pare e pense? Olhe para Deus, independente das circunstâncias, clame ao Senhor, confie nas suas misericórdias e firme a sua vida nas promessas de Deus na certeza de que há esperança para mim, para você, para nossa região, o Brasil. Somente a Deus toda Glória.

Pr. Eli Vieira –

*Esta mensagem foi pregada no período da seca na região Nordeste e da crise política, e econômica do Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here