Os Dez Mandamentos – Nº 1

0
652

Dennis Prager nos apresenta algumas lições importantes a serem tomadas deste mandamento: a moralidade absoluta, o conceito de monoteísmo ético, a importância e significado de liberdade e o quanto Deus despreza a escravidão.

No caso específico da liberdade, lembra-se que esta ideia é um dos principais pilares dos Estados Unidos da América: a ideia de que “Deus quer que nós sejamos livres”. Alguma semelhança com o discurso de posse de Ronald Reagan em 1980?

Por outro lado, liberdade não é um fim em si, pois um povo que faz o que quiser não pode ser verdadeiramente livre. Liberdade vem do autocontrole moral — como amplamente discutido por Olavo de Carvalho no seu antigo programa True Outspeak, ao analisar a ideologia libertária.

Tradução: Jonatas
Revisão: cpac

Artigo anteriorOs Dez Mandamentos e a Civilização Ocidental – Introdução
Próximo artigoOs Dez Mandamentos – Nº2
Pastor Eli Vieira é casado com Maria Goerretti e pai de Eli Neto. Responsável pelo site Agreste Presbiteriano, Bacharel em Teologia, Pós-Graduado em Missiologia pelo Seminário Presbiteriano do Norte, Recife-PE e cursando Psicologia na UNINASSAU. Exerce o seu ministério pastoral na Igreja Presbiteriana do Brasil desde o ano 1997 ajudando as pessoas a encontrarem esperança e salvação por meio de Jesus Cristo. Desde a sua infância serve ao Senhor, sendo educado por seus pais aos pés do Senhor Jesus que me libertou e salvou para sua honra e glória.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here