Pedido para evacuar 228 missionários no Afeganistão é feito a Boris Johnson

0
133

O cristão Ian Paisley Jr, membro do Parlamento do Reino Unido, trouxe à tona o perigo que os missionários correm, após a retomada do Talibã ao poder.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN HEADLINES

O cristão Ian Paisley Jr, membro do Parlamento do Reino Unido, trouxe à tona o perigo que os missionários correm (Foto: Reprodução/Sky News).
O cristão Ian Paisley Jr, membro do Parlamento do Reino Unido, trouxe à tona o perigo que os missionários correm (Foto: Reprodução/Sky News).

Um membro cristão do Parlamento do Reino Unido pediu ao Primeiro Ministro do Reino Unido, Boris Johnson, que evacue os 228 missionários britânicos do Afeganistão, após o grupo extremista Talibã retomar o poder do país.

Ian Paisley Jr, do Partido Democrata Unionista, levantou o problema nesta quarta-feira (18) durante o discurso do Primeiro Ministro a respeito do Afeganistão. 

“Ele [Boris Johnson] estará ciente de que há 228 missionários no Afeganistão atualmente sob sentença de morte. Esses missionários precisam ser retirados do país. Claro, há dezenas de milhares de outros que estão sob sentença de morte e temem por suas vidas”, apelou Paisley.

O parlamentar cristão questionou se Boris Johnson “garantirá à casa que todos os esforços serão feitos para trazer de volta a um porto seguro as pessoas cujas vidas estão ameaçadas como resultado da catástrofe e do episódio de política externa que ocorreu em aquele país”.

Johnson agradeceu a Paisley Jr. por trazer à tona o “caso muito carente” e assegurou que a Câmara do Parlamento está se esforçando para trazer os britânicos em segurança. 

“Tenho certeza de que colegas em toda a casa — literalmente cada membro, eu imagino — receberam mensagens de pessoas que conhecem alguém que precisa sair do Afeganistão, e posso dizer ao Meritíssimo Senhor que estamos fazendo tudo o que podemos para ajudar [a sair] desse país, aquelas pessoas com quem temos uma dívida de obrigação”, respondeu o Primeiro Ministro. 

Boris Johnson acrescentou que o Parlamento já “garantiu o retorno seguro de 306 cidadãos do Reino Unido e 2.052 cidadãos afegãos como parte de nosso programa de reassentamento, com mais 2.000 pedidos afegãos concluídos e muitos mais em processamento”.

Segundo o jornal Axios, Johnson conversou com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, sobre a situação do Afeganistão. Os líderes discutiram a “necessidade de uma coordenação próxima e contínua entre aliados e parceiros democráticos sobre a política do Afeganistão no futuro, incluindo maneiras de a comunidade global fornecer mais assistência humanitária e apoio para refugiados e outros afegãos vulneráveis”, conforme comunicado da Casa Branca.

De acordo com a Missão Portas Abertas, o retorno do Talibã ao poder “representa uma realidade devastadora para o pequeno número de crentes ali. O Afeganistão já é um lugar brutal para a Igreja. Os seguidores de Jesus estão sob risco constante, e o perigo que enfrentam é muito real”.

O Afeganistão ocupa o segundo lugar na lista de países mais perseguidos de 2021, do Portas Abertas. Os cristãos afegãos vivem sob intensa pressão e sob ameaça de morte iminente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here