Por que Deus permite o sofrimento?

0
140

Bombeiro chora diante do cenário catastrófico no RS. (Fotos: Instagram governo_rs/Gustavo Mansur)

Em uma mensagem aos sobreviventes de um incêndio de grandes proporções em Los Angeles, Billy Graham falou sobre a dor e o sofrimento humano.

A dor e o sofrimento atingem o ser humano desde sempre por meio de inúmeras situações, tanto pessoais quanto coletivas. Guerras, doenças e tragédias naturais são apenas algumas das formas pelas quais a humanidade enfrenta adversidades.

Mesmo no século 21, com o avanço da ciência, da tecnologia e da civilização, esses fatores não só continuam como em muitos casos foram agravados. Por exemplo, as guerras atuais são mais mortais, com armamentos capazes de dizimar cidades inteiras.

Além disso, não passa muito tempo sem que a mídia noticie tiroteios em massa e desastres naturais como o que o Rio Grande do Sul enfrenta neste momento, com tantas perdas materiais e, o pior, de vidas humanas. Por trás de cada notícia, há histórias individuais de sofrimento, famílias destroçadas e comunidades em luto.

Em momentos como esses, é natural questionarmos por que um Deus soberano permite o sofrimento. Foi exatamente sobre essa questão, fundamentada em verdades bíblicas, que o evangelista Billy Graham abordou em 1980, durante o incêndio no MGM Grand Hotel em Las Vegas.

Na ocasião, os sobreviventes foram encaminhados ao Centro de Convenções, onde estavam acontecendo reuniões da Cruzada realizadas pelo evangelista. Foi nesse contexto que ele falou sobre o sofrimento de Jó.

“A Bíblia diz que Jó perdeu repentinamente toda a sua riqueza e seus filhos. O diabo disse a Deus: ‘Se você tirar todas essas posses dele, ele te amaldiçoará e se afastará de você’. Mas Deus respondeu: ‘Você pode fazer qualquer coisa com ele, exceto que não pode matá-lo, e então veremos’ (Cf. Jó 1:11–12)”.

O pastor disse que Jó nunca perguntou por que essas coisas estavam acontecendo com ele e o mais próximo que ele chegou foi quando disse: “Mostra-me por que contendes comigo” (Jó 10:2).

“Jó estava compartilhando sua agonia espiritual com o próprio Deus que ele não conseguia entender”, explicou Graham.

Ele disse que o sofrimento carrega uma mensagem de mistério. E citou a Bíblia em 1 Timóteo 3:16, que diz: “Grande é o mistério da piedade”.

“Quando me pediram para explicar a tragédia do incêndio no MGM Grand Hotel, tive de dizer: ‘Há um mistério em tragédias como esta. Não sabemos a resposta’. E talvez nunca saibamos até que Deus nos explique todas as coisas”, respondeu.

Sobre os mistérios de situações como as tragédias, ele disse que as respostas de Deus vêm através da Bíblia e através de Seu Filho Jesus. “Na Bíblia você encontrará as respostas para as perguntas e os problemas da sua vida”, disse à época.

Graham também citou a independência humana que se rebelou contra Deus como uma causa para o sofrimento. Lembrando que Deus disse: “Se você assumir essa posição, você sofrerá e morrerá”. Mesmo assim, o homem assumiu essa posição e começou a sofrer e tem morrido desde então.

“A morte física é apenas a morte do corpo, mas o espírito continua vivo. Se o seu espírito estiver separado de Deus por toda a eternidade, ele estará perdido para sempre”, destacou.

Além disso, ainda há a questão do pecado, cujo autor é o diabo. “A Bíblia ensina que Satanás é o autor do pecado. O pecado é a razão de termos aflições, inclusive a morte. Todos os nossos problemas e sofrimento, incluindo a própria morte, são resultado da rebelião do homem contra Deus”, disse.

No entanto, o pastor lembrou da esperança: “Mas Deus providenciou um resgate na pessoa de Seu Filho Jesus Cristo. Foi por isso que Cristo morreu na cruz. É por isso que Ele ressuscitou dos mortos.”

Três mensagens de sofrimento:

– Compaixão

Billy Graham disse que no sofrimento há também uma mensagem de compaixão, e citou uma fala de Cristo registrada em Mateus 25:35–36):

“Jesus disse: ‘Porque tive fome e destes-me de comer; tive sede e você me deu de beber; eu era um estranho e você me acolheu; eu estava nu e você me vestiu; estive doente e vocês me visitaram; Eu estava na prisão e vocês vieram até mim’”.

Ele testemunhou que na tragédia do incêndio do MGM Grand Hotel, viu as equipes de emergência, os militares, o Exército de Salvação, a Cruz Vermelha, os médicos, as enfermeiras e as pessoas chegando para doar roupas e alimentos. “Eu vi a compaixão em ação”, afirmou.

– Unidade

“No sofrimento há uma mensagem de unidade. Os filhos gêmeos de Isaque, Jacó e Esaú, estavam brigando e brigando. Mas quando Isaque morreu, eles vieram enterrá-lo. Por causa da morte do pai, os dois filhos ficaram juntos”, declarou.

Graham lembrou que a unidade é o desejo de Deus e que Jesus orou por ela: “Para que todos sejam um, como tu, Pai, és em mim e eu em ti” (João 17:21).

“E é assim que devemos ser como cristãos, um em Cristo. Se você nasceu na família de Deus, você é um filho de Deus. Vocês são irmãos e irmãs”, afirmou.

– Conforto

Outro ponto no sofrimento, disse Graham, é que ele contém uma mensagem de conforto.

“Em 2 Coríntios 1:3–4 lemos: Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda consolação, que nos consola em todas as nossas tribulações, para que possamos consolar os que estão em alguma angústia, com a consolação com que nos nós mesmos somos consolados por Deus.”

E disse: “Porque a tragédia aconteceu com você, isso lhe dá uma sensação maior de unidade com outras pessoas que vivenciam a tragédia. Você pode sentir o mesmo que eles nessa situação de sofrimento. Por termos sido consolados através da Palavra de Deus, nós, por sua vez, poderemos consolar outros”.

Reação do cristão ao sofrimento

O evangelista também falou como deve ser o comportamento do cristão diante do sofrimento.

Primeiro, deveria ser de adoração. Deveríamos dizer: “Ó Deus, creio que Tu és o grande e poderoso Deus. Não entendo todas as coisas que estão acontecendo em minha vida, mas, ó Deus, confio em Ti.”

Em segundo lugar, devemos pedir a Deus que nos ensine tudo o que Ele deseja que aprendamos sobre Ele, sobre nós mesmos, sobre os outros e como podemos ministrar àqueles que estão sofrendo.

Terceiro, a nossa atitude no sofrimento deve glorificar a Deus. As pessoas vão nos observar como cristãos. Eles perguntarão: “Como é que Cristo tem tanto controle sobre sua vida a ponto de ser capaz de ajudar os outros?”

Deus controla tudo

Billy Graham continuou: “Jesus sofreu e morreu por nós na cruz, mas Deus o ressuscitou dentre os mortos. Jesus Cristo agora está sentado à direita de Deus Pai e vê nosso sofrimento. Ele vê nossa vida todos os dias e sabe exatamente onde estamos.”

E afirmou: “A Bíblia ensina que devemos ser pacientes no sofrimento. Isso é o mais difícil de tudo, ter paciência, louvar durante a noite. Peça a Deus que o ajude a ter uma atitude confiante e paciente e a fugir da amargura.”

O pastor disse acreditar que no sofrimento também há uma mensagem de advertência.

“Você está preparado para encontrar Deus? O que você precisa fazer para estar pronto? Deus tomou a iniciativa de entregar Seu Filho Jesus Cristo. Deus diz: ‘Eu te amo. Eu quero te perdoar. Eu quero que você vá para o céu’. Mas você deve responder a Ele”.

E, como sempre fazia, o evangelista convidou o leitor de sua mensagem a entregar sua vida a Cristo.

“Receba Jesus Cristo em seu coração como Senhor, Mestre e Salvador. Siga-O e sirva-O a partir deste momento. Você pode saber que está preparado para encontrar Deus, seja qual for o futuro.”

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA ASSOCIAÇÃO EVANGELÍSTICA BILLY GRAHAM

RETIRO IP SEMEAR 2023
Artigo anteriorNão É Só Dar Presente, É Ser Presente
Próximo artigoAOS QUE ESTÃO EXAUSTOS
Pastor Eli Vieira é casado com Maria Goretti e pai de Eli Neto. Responsável pelo site Agreste Presbiteriano, Bacharel em Teologia, Pós-Graduado em Missiologia pelo Seminário Presbiteriano do Norte, Recife-PE e cursando Psicologia na UNINASSAU. Exerce o seu ministério pastoral na Igreja Presbiteriana do Brasil desde o ano 1997 ajudando as pessoas a encontrarem esperança e salvação por meio de Jesus Cristo. Desde a sua infância serve ao Senhor, sendo educado por seus pais aos pés do Senhor Jesus que me libertou e salvou para sua honra e glória.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here