Professor cristão que se negou a chamar aluno trans de ‘ele’ está preso há 2 semanas

0
362

Enoch Burke teve liminar negada e voltou à prisão. (Foto: Captura de tela/RTÉ News)

O professor Enoch Burke foi preso por violar uma ordem judicial de não ensinar em sua escola, após ser suspenso por chamar um aluno por pronomes trans.

Um professor cristão que se recusou a usar pronomes de gênero neutro está preso há duas semanas em Dublin, na Irlanda, depois de ser detido em 5 de setembro por desacato ao tribunal.

Enoch Burke teve que retornar à prisão de Mountjoy na quarta-feira (14), após ter seu pedido negado em uma audiência. A juíza Eileen Roberts recusou as liminares que foram apresentadas pela defesa do professor, solicitando seu retorno ao trabalho e o fim da licença disciplinar.

Burke é professor de alemão, história e política na Wilson’s Hospital School, uma escola da Igreja da Irlanda no condado de Westmeath. 

Por ser evangélico, ele se recusou a se dirigir a um aluno em transição de gênero como “elu” em vez de “ele”, o que deu início a uma disputa entre o professor e a escola. Ele foi suspenso em um processo disciplinar, mas se recusou a deixar de ir à escola para trabalhar. 

Burke foi preso por desacato ao tribunal em 5 de setembro, por violar uma liminar que o impedia de ir à escola para dar aulas.

“Súdito de Deus primeiro”

Na audiência da semana passada, a juíza alegou que Burke tem o direito de manter suas crenças religiosas, mas justifica que seu processo disciplinar não foi um ataque a essas crenças.

Após sua decisão, muitas pessoas no tribunal gritaram com a juíza e saíram em apoio a Burke, informa o site Irish Times.

A juíza Roberts deu a Burke a oportunidade de pedir desculpas por seu desacato, mas ele disse que não podia fazer isso, já que “o tribunal roubou meus direitos constitucionais”.

“Eu acho que é uma grande injustiça que o reclamante e o tribunal estejam tentando me negar as minhas crenças religiosas e tirar algo que, em última instância, é garantido”, disse. “Volto para a prisão como um súdito cumpridor da lei deste Estado sempre, mas um súdito de Deus primeiro.”

 FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO IRISH TIMES

RETIRO IP SEMEAR 2023

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here