RECONHEÇA OS SEUS LIMITES

0
293

Pastor Ronaldo Lidorio

“porque sou demasiadamente estúpido para ser homem; não tenho inteligência de homem” (Prov 30:2)

Reconhecer os limites pessoais é um grande desafio. Sempre somos instigados a estar aquém ou além do ponto de equilíbrio. Isto envolve trabalho e profissão, alvos e compromissos, projetos pessoais e estilo de vida. Assim, frequentemente nos achamos fazendo mais ou menos do que deveríamos.

No capítulo 30 do livro de Provérbios, Agur nos fala sobre o reconhecimento dos limites. No primeiro verso ele clama a Deus dizendo que foi tomado pelo cansaço: “… estou exausto” (v.1). No verso de hoje, ele usa palavras fortes e diz que é “demasiadamente estúpido”, não tendo “inteligência de homem” (v.2). A palavra hebraica usada para “inteligência” (biynah) significa também ‘compreensão’, ‘discernimento’. É importante observarmos que ele usa estas fortes expressões a seu próprio respeito, aparentemente por dois motivos. O primeiro é em contraste com a grandeza de Deus. Perante quem Deus é (grandeza, santidade e poder), ele reconhece a sua pequenez. Segundo, ele parece ter plena consciência de seus limites pessoais e humanos; por isso, clama logo no primeiro verso, “fatiguei-me, ó Deus”.

Alguns conselhos a serem observados hoje. Primeiro, saiba quem Deus é. Ele é o Senhor todo-poderoso, eterno, justo, bom e cheio de misericórdia. Ele é o seu Pai amoroso e cuidador. Os planos do Senhor para você incluem o seu breve tempo de vida terrena e toda a eternidade com corpo glorificado. Deus tem uma agenda para você, que inclui fazê-lo amadurecer, crescer e florescer. Ele deseja que a sua fé seja fortalecida e que você encontre plena paz e descanso na presença de Cristo.

Segundo, reconheça os seus limites. Nosso tempo é limitado, bem como nossas forças e capacidades. A nossa energia é limitada e, assim, não conseguimos fazer tudo o que nos vêm à mente. Nossas oportunidades são limitadas e há portas que gostaríamos que fossem abertas, mas não são. Portanto, reconheça os seus limites. Não vá além deles para que não chegue à exaustão. E não fique aquém, para que não se arrependa e seja envolto pela frustração. Procure fazer o que Deus deseja, no limite que Ele deseja.

Terceiro, busque o discernimento do Alto. Discernimento para saber o que fazer e quando fazer. Discernimento para compreender quando certos capítulos devem ser fechados, para que outros possam iniciar. Discernimento para saber priorizar o que é de grande importância, como o relacionamento com Deus, a leitura da Palavra, a vida de oração, os relacionamentos pessoais, o cuidado pessoal, a comunhão com o povo de Cristo e a missão que Ele nos confiou. Discernimento para saber o momento de pausar e o momento de correr; o momento de descansar e o momento de dar tudo de si; o momento de falar e o momento de ouvir. Que Deus nos ajude nesta caminhada!

#ronaldolidorio#devocional#Provérbios

RETIRO IP SEMEAR 2023
Artigo anteriorGoverno propõe formação para uso de “linguagem neutra” no Plano Nacional de Cultura
Próximo artigoSOS RIO GRANDE DO SUL
Pastor Eli Vieira é casado com Maria Goretti e pai de Eli Neto. Responsável pelo site Agreste Presbiteriano, Bacharel em Teologia, Pós-Graduado em Missiologia pelo Seminário Presbiteriano do Norte, Recife-PE e cursando Psicologia na UNINASSAU. Exerce o seu ministério pastoral na Igreja Presbiteriana do Brasil desde o ano 1997 ajudando as pessoas a encontrarem esperança e salvação por meio de Jesus Cristo. Desde a sua infância serve ao Senhor, sendo educado por seus pais aos pés do Senhor Jesus que me libertou e salvou para sua honra e glória.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here