Cristão pró-vida condenado a 6 meses de prisão diz que ‘crianças são bênção de Deus’

0
296

O ativista pró-vida Calvin Zastrow lendo uma Bíblia e pregando do outro lado da rua de uma clínica de aborto em Toledo, Ohio. (Foto: AFLC)

Sete réus foram sentenciados por orar em frente a clínicas de aborto nos EUA; um deles, foi Calvin Zastrow, condenado a 6 meses de prisão.

O manifestante pró-vida Calvin Zastrow foi condenado a seis meses de prisão federal em Nashville, Tennessee, na quarta-feira (03).

A sentença, que saiu no início deste ano, foi imposta por violar uma lei federal que proíbe o bloqueio de acesso a clínicas de aborto.

O cristão também foi sentenciado pela juíza distrital dos EUA, Aleta Trauger, a três anos de liberdade supervisionada e deve se apresentar à prisão até 1º de outubro, conforme noticiado pelo The Daily Wire. Ele não recebeu nenhuma multa.

Em outubro de 2022, Zastrow foi uma das 11 pessoas originalmente indiciadas por bloquear a entrada da Clínica Carafem Health Center, no subúrbio de Mt. Juliet, em Nashville, em 15 de março de 2021.

O grupo se reuniu na entrada, cantou hinos e pediu às mulheres que reconsiderassem a realização de seus abortos.

Sete dos 11 réus enfrentaram acusações de conspiração sob a Lei de Liberdade de Acesso às Entradas de Clínicas (FACE), enquanto os outros foram acusados de contravenções que podem resultar em até um ano de prisão e uma multa de US$ 10.000.

Os manifestantes foram considerados culpados por um júri federal em janeiro.

Fé cristã

Após sua sentença no tribunal federal, Zastrow teria afirmado durante seus comentários que sua fé cristã o levou a participar do protesto pró-vida, porque “as crianças são uma bênção de Deus”. Ele também disse que se esforça para viver sua vida “sob o senhorio de Jesus Cristo”.

Segundo a Operation Rescue, após sua sentença no tribunal, Zastrow citou o livro do Apocalipse, gritando: “Digno é o Cordeiro”.

Trauger, indicada por Clinton, teria desdenhado dos comentários de Zastrow, dizendo que não precisava ouvir um sermão. Ela também teria afirmado que o “fervor religioso” dele causou dor a outras pessoas.

Coleman Boyd e Dennis Green, dois outros manifestantes que estavam juntos em Carafem, também foram sentenciados na quarta-feira. Ambos receberam seis meses de prisão domiciliar e três anos de liberdade condicional.

Zastrow está envolvido em protestos pró-vida em clínicas de aborto há anos e, em 2019, ele entrou com uma queixa no Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito Norte de Ohio contra a cidade de Toledo, seu chefe de polícia e dois policiais depois que ele foi impedido de realizar manifestações do lado de fora de uma clínica de aborto local.

Direito de protestar

Na época, um juiz do tribunal distrital dos EUA decidiu a favor de Zastrow, argumentando que ele e sua filha têm o direito legal de protestar pacificamente em frente às clínicas de aborto.

Durante uma entrevista de 2023 ao The Epoch Times, Zastrow foi questionado sobre por que continua a protestar em clínicas de aborto.

Ele respondeu: “Porque eles ainda estão matando pessoas. Vamos parar de fingir que está tudo bem. Eu oro para que mais pessoas amem Jesus o suficiente para amar seus vizinhos ainda não nascidos como a si mesmos.”

Paul Vaughn, um devoto pai cristão de 11 filhos, conseguiu evitar sua prisão durante sua sentença na terça-feira com a juíza Trauger, embora tenha sido condenado a três anos de liberdade supervisionada.

Paul Vaughn conseguiu evitar sua prisão. (Foto: Thomas More Society)

Apesar de alegar que Vaughn e os outros estavam “impondo suas crenças religiosas a outras pessoas” com seu protesto, a juíza Trauger reconheceu que a manifestação não foi violenta.

Expressão de fé

A juíza também admitiu que as ações de Vaughn eram uma expressão de sua fé e considerou o fato de que ele é um veterano da Marinha dos EUA, que conquistou o respeito de sua comunidade.

Vaughn afirmou que planeja apelar do veredito, mas glorificou a Deus por sua sentença, apresentando-a como parte de uma batalha em uma guerra espiritual mais ampla que envolve a nação.

Mais de 100 apoiadores compareceram do lado de fora do tribunal federal durante a sentença dos manifestantes esta semana, cantando hinos e orando, conforme noticiado pelo The Daily Wire.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN POST

RETIRO IP SEMEAR 2023

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here