Professor diz que a arqueologia oferece “tsunami de evidências” da Bíblia

0
440

Biblioteca de Celso. (Foto: Reprodução/Pexels/Mehmet Turgut Kirkgoz)

Tom Meyer afirmou que há diversas descobertas que comprovam a veracidade da Bíblia.

O professor de teologia Tom Meyer, que escreveu um livro sobre descobertas arqueológicas que ajudam a dar vida à Bíblia, afirmou que tais descobertas continuam comprovando o que os cristãos já sabem ser verdade sobre as Escrituras.

Tom é professor do Shasta Bible College e ficou conhecido como “O Homem da Memória da Bíblia“, depois de decorar 20 livros das Escrituras. Ele também escreveu o livro “Arqueologia e a Bíblia: 50 descobertas fascinantes que dão vida à Bíblia”, apontando revelações importantes sobre a Palavra de Deus.

Apesar de acreditar que essas descobertas arqueológicas são importantes, Tom observou que o Antigo e o Novo Testamento permanecem sólidos, mesmo sem tais comprovações.

“Não precisamos de arqueologia para provar que a Bíblia é verdadeira. A Bíblia é independente. É totalmente confiável em todos os sentidos”, disse ele à CBN News.

Segundo o professor, os cristãos muitas vezes enfrentam desafios enquanto evangelizam e compartilham a Bíblia com aqueles que não acreditam que as Escrituras tenham qualquer autoridade.

“Você sabe que enquanto compartilha sua fé ou evangeliza, se você disser a alguém: ‘Você precisa acreditar na Bíblia porque a Bíblia diz que é verdade’. Você sofrerá alguma resistência”, explicou ele.

‘Precisão das Escrituras’

Tom informou que é importante ter “teorias diferentes” que apontam para o Evangelho, observando que a arqueologia continua “revelando novas informações das páginas da Bíblia”.

“A arqueologia bíblica nos deu um tsunami de provas que já conhecemos, que todas estas pessoas existiram”, disse ele. 

“Temos provas de 50 a 100 pessoas que são mencionadas na Bíblia, sabemos o nome exato dessa pessoa — rei Davi, Isaías (o profeta), rei Ezequias, e outros — encontramos seus nomes e objetos arqueológicos, o que demonstra a confiabilidade e a precisão das Escrituras”.

Tom também falou sobre algumas das descobertas específicas, argumentando que algumas das mais convincentes se concentram no rei David e no seu reino.

Ele observou que não havia sequer evidência extra-bíblica definitiva do rei Davi até 1994.

“Encontramos o nome do rei Davi em 1994 num monumento no portão de Tel Dan, que é o pólo norte de Israel”, disse Tom. 

“Desde então, temos recebido pequenas gotas de informações sobre o reino do rei Davi e muito mais”, acrescentou.

Em 2023, Tom contou que outra descoberta — fortes construídos por Davi — ilumina ainda mais uma das figuras mais importantes da Bíblia.

“Quando cavaram em Jerusalém, encontraram um fosso gigante. Um fosso da época de Davi, uma fortificação defensiva mesmo na cidade de Jerusalém”, informou ele.

Ele concluiu a entrevista afirmando que há muito mais quando se trata de descobertas fascinantes no ano de 2023. 

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CBN NEWS

RETIRO IP SEMEAR 2023

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here