Igrejas domésticas na China não ligadas ao governo são fechadas

0
812

Igrejas são monitoradas pelo governo da China. (Foto representativa: Portas Abertas)

“Não há paz para as igrejas domésticas, a menos que elas desistam e concordem em se unir à Igreja das Três Autonomias”, explica pastor.

Autoridades chinesas continuam seguindo as rígidas regras de Xi Jinping, obrigando que as igrejas domésticas se associem à Igreja das Três Autonomias, controlada pelo governo.

A “Igreja das Três Autonomias” [autonomia, autossuficiência e autopropagação] é um movimento patriótico do Partido Comunista Chinês (PCC) que visa controlar a religião no país e impulsionar a “Direção de Esforços para o Cristianismo Chinês na Construção da Nova China”.

Resumidamente, o objetivo é que os cristãos se submetam ao governo ditador, tornando as igrejas patrióticas e fazendo propaganda positiva do comunismo, caso contrário, devem pagar o preço pela “desobediência”.

‘Preço por não seguir as regras do governo ditador’

De acordo com o Bitter Winter, uma campanha contra as igrejas domésticas está em andamento na província de Guangdong. Zhu Longfei, um pastor idoso da Igreja Shengjia, localizada no distrito de Shunde, na cidade de Foshan, foi detido em 8 de agosto.

E a igreja Shunde foi repetidamente “convidada” a aderir à Igreja das Três Autonomias, mas se recusou. Os membros da igreja logo descobriram o preço a pagar pelo que o governo considera uma “rebeldia”.

Em 2016, o pastor Deng Yanxiang e Wang Weicai — um empresário que abandonou sua profissão para se tornar colaborador em tempo integral na igreja — passaram a ser assediados pela polícia.

‘Não há paz para as igrejas domésticas’

Em 24 de maio de 2023, o Centro de Aprendizagem Mútua e Ajuda Shengjia, que é um projeto da igreja para fornecer estudos bíblicos, foi invadido por dezenas de agentes da segurança nacional, da Polícia do Distrito de Shunde e do Departamento de Assuntos Étnicos e Religiosos. Os materiais de estudo da igreja foram confiscados e a igreja foi fechada.

Deng Yanxiang, Wang Weicai e os membros da igreja Zhu Jianglong, junto da irmã Zhu Qiaoling foram detidos. Em 25 de maio, todos eles foram acusados ​​pela Polícia Distrital de Shunde por “operações comerciais ilegais”. Essa tem sido uma acusação popular forjada contra líderes de igrejas domésticas.

Conforme o Bitter Winter, muitos outros cristãos foram presos com a mesma acusação. Em 20 de agosto de 2023, conforme relatado por cristãos locais através das redes sociais, a polícia  invadiu a Igreja Nova Esperança na cidade de Meizhou.

Dois líderes foram presos e a igreja foi fechada. “Não há paz para as igrejas domésticas, a menos que elas desistam e concordem em se unir à Igreja das Três Autonomias”, concluiu um dos cristãos perseguidos. 

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO BITTER WINTER

RETIRO IP SEMEAR 2023

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here