Universidade de Asbury: como foi o avivamento de 1970 que se repete hoje

0
898

Há 50 anos, o campus da Asbury foi tomado pelo mover de Deus. (Foto: Reprodução/YouTube/Epworth League/Instagram/Allen Hood).

Há 50 anos, o campus da Asbury era tomado pela presença de Deus, levando 2 mil equipes de estudantes a sair e pregar em todo os EUA.

Neste exato momento, a Asbury University, uma pequena universidade cristã na zona rural de Kentucky nos Estados Unidos, está vivendo um avivamento com um culto que já dura mais de 144 horas, com adoração e oração 24 horas ininterruptas.

A chama que se acendeu entre alunos, professores, líderes e visitantes na cidade de Wilmore, já pousou sobre a universidade em 1970, em uma época de agitação política e social nos EUA, de acordo com o site da Asbury.

No dia 3 de fevereiro de 1970, acontecia mais um culto regular das 10h na capela Hughes Auditorium. 

Segundo a Revista Impasto, o reitor Custer B. Reynolds, que estava escalado para pregar, anunciou que Deus o estava guiando para não ministrar naquele dia e dar oportunidade para os estudantes testemunharem.

Assim, durante vinte minutos, alguns alunos se levantaram e falaram o que Deus havia feito em suas vidas e as experiências que estavam tendo com Ele. 


Há 50 anos, o campus da Asbury foi tomado pelo mover de Deus. (Foto: Reprodução/YouTube/Epworth League).

Quando o culto estava pela metade, o Espírito Santo começou a se mover na capela. Um aluno levantou de repente e declarou que estava aceitando Jesus como seu Senhor e Salvador naquele momento, surpreendendo a todos.

O jovem era conhecido no campus por não ter uma vida cristã exemplar e por diversas vezes quase foi expulso da escola. Ele testemunhou que há três dias não sabia porque havia ido para a Asbury University até ouvir sobre Jesus por colegas em seu dormitório.

Confissão pública de pecados

Logo depois, a capela foi tomada pela presença de Deus e uma multidão de universitários fizeram fila para também testemunharem no altar sobre a transformação que estavam vivendo em Cristo.

Antes do fim do culto, um professor foi guiado pelo Espírito a fazer um apelo por arrependimento. Sem precisar reforçar o convite, duzentos estudantes levantaram e se ajoelharam em frente ao altar, quebrantados.


Há 50 anos, o campus da Asbury foi tomado pelo mover de Deus. (Foto: Reprodução/YouTube/Epworth League).

Constrangidos pela presença palpável de Deus, muitos confessaram pecados publicamente e se reconciliaram com o Pai. 

Alunos e professores se viram contritos, chorando, orando e louvando. Alguns deles procuraram pessoas que haviam ofendido, pediram perdão e se reconciliaram. 

Culto de 185 horas

O culto, que deveria durar 50 minutos, continuou por 185 horas nos sete dias seguintes, sem interrupção. Naquela semana, as aulas da universidade foram canceladas e uma multidão se reuniu no Hughes Auditorium para adorar ao Senhor e testemunhar. 

“Quando você entrava na parte de trás do Hughes Auditorium, havia uma espécie de aura, uma espécie de brilho sobre a capela”, relatou David Hunt, um médico de Louisville que era estudante na época, ao Messiah Missions.


Há 50 anos, o campus da Asbury foi tomado pelo mover de Deus. (Foto: Reprodução/YouTube/Epworth League).

As notícias sobre o avivamento em Asbury logo ganharam as manchetes de jornais, rádios e canais de TV. Pessoas de outros estados e até mesmo do Canadá viajaram até a universidade para testemunharem com seus próprios olhar o mover de Deus.

O avivamento continuou pelos 50 dias seguintes, com uma multidão de pessoas aceitando Jesus e confessando seus pecados. Os encontros eram liderados pelos professores, como Reynolds e Clarence Hunter.

“Jesus entrou no Hughes Auditorium”

Há 50 anos, o campus da Asbury foi tomado pelo mover de Deus. (Foto: Reprodução/YouTube/Epworth League).

Durante uma entrevista, um repórter pediu a Kinlaw, presidente da Universidade de Asbury na época, que explicasse o movimento que acontecia no campus.

“Eu disse: ‘Bem, você pode não entender isso, mas a única maneira que conheço para explicar isso é que na manhã da última terça-feira, por volta das 10h40, o Senhor Jesus entrou no Hughes Auditorium, e Ele está lá desde então, e você tem toda a comunidade prestando homenagem à sua presença’”, lembrou Kinlaw, ao Messiah Missions.

“Ficou muito quieto”, disse Kinlaw, rindo ao se lembrar da resposta que deu ao repórter.

A chama se espalhou por todo os EUA

Com a notícia do avivamento se espalhando, a Universidade de Asbury começou a receber ligações, pedindo que os estudantes fossem a igrejas e a outras faculdades compartilhar o que Deus estava fazendo em Wilmore.

Foi assim que 2 mil equipes, formadas por universitários, saíram para testemunhar sobre o avivamento em pelo menos 130 universidades e também em igrejas, espalhando o mover do Espírito Santo por todo o país, conforme o site da Asbury.


Há 50 anos, o campus da Asbury foi tomado pelo mover de Deus. (Foto: Reprodução/YouTube/Epworth League).

Nas décadas seguintes, a Universidade de Asbury foi tingida por outros avivamentos que varreram o campus e impactaram outros lugares dos EUA.

Agora, em fevereiro de 2023, a história se repete no mesmo lugar. A geração atual de estudantes da Asbury está reunida no Hughes Auditorium, experimentando o mover que eles tanto ouviram os ex-estudantes relatar.

FONTE: REVISTA IMPACTO, ASBURY UNIVERSITY E MESSIAH MISSIONS

RETIRO IP SEMEAR 2023

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here